Balanço revela as três ruas mais ‘violentas’ no trânsito de Curitiba

De acordo com balanço do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran), as três vias em que mais aconteceram acidentes de trânsito, de janeiro a junho de 2019, em Curitiba, foram a Avenida Marechal Floriano Peixoto (63), a Avenida Comendador Franco (57) e a Avenida Visconde de Guarapuava (48). O estudo também mostra que houve um aumento no número de colisões entre veículos na capital.

Foto: AEN

No geral, apenas em 2019, 32 pessoas morreram devido aos acidentes de trânsito na capital paranaense. No primeiro semestre deste ano, foram registados 2.993 acidentes no município. De janeiro a junho de 2018, por exemplo, houve 2.849 acidentes, que resultaram em 25 óbitos.

Considerando somente os acidentes com vítimas, as ocorrências aumentaram 8,04% (de 1.237 subiu para 2.082 casos) na comparação do primeiro semestre deste ano com o de 2018. O número de pessoas feridas cresceu 2,98%. Foram 2.385 vítimas nos primeiros seis meses deste ano e 2.316 no mesmo período do ano anterior.

Para o porta-voz do BPTran, tenente Rafael Kowalski, ainda falta aos motoristas o bom senso e o respeito às leis de trânsito. “Investimos fortemente em educação no trânsito, mas, ainda assim, acompanhamos casos em que a imprudência e a negligência estão presentes na conduta das pessoas, ocasionando acidentes e tragédias familiares”, disse.

Explicação

A extensão das três vias mais ‘violentas’ da cidade, que interligam as regiões Sul e Central da Capital e a Região Metropolitana, e o tráfego intenso de veículos são os principais motivos para o alto número de acidentes. “São motos, ônibus do transporte coletivo, táxis, motoristas de aplicativos de transporte privado disputando cada espaço com a ideia de perder o menor tempo possível no trânsito”, explicou o tenente Kowalski.

Ele acrescenta que outro aspecto que eleva o número de acidentes é o aumento da frota, que ganhou 18 mil veículos na cidade na comparação entre os períodos analisados.

Educação

As campanhas educativas que o BPTran desenvolve com instituições parceiras ligadas ao trânsito são constantes. O trabalho é intensificado todos os anos em datas como o Dia do Motociclista, o Dia Nacional de Prevenção a Acidentes, a Semana Nacional do Trânsito e o Maio Amarelo. “Ao invés de uma caneta e um bloco de infrações de trânsito, os policiais militares têm investido no diálogo e aproximação com os condutores”, explicou o tenente.

Além de blitzes educativas, palestras em universidades e escolas têm como objetivo informar o público jovem, a fim de que ele seja um disseminador de conhecimento para familiares e amigos. “Acreditamos que com a educação poderemos fazer mais, salvando vidas com a prevenção”, acrescenta o tenente Kowalski.

O post Balanço revela as três ruas mais ‘violentas’ no trânsito de Curitiba apareceu primeiro em Gazeta da Lapa.

from Gazeta da Lapa https://ift.tt/2JLAjQw
via IFTTT

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s